foto

Cerca de 2 mil utentes do concelho de Pinhel estão neste momento sem médico de família, depois de Rui Teixeira ter pedido transferência para o Centro de Saúde de Trancoso. O Médico aponta vários motivos para ter pedido a transferência como insatisfação no centro de Saúde, a falta de apoio e a dificuldade em relacionar-se com algumas pessoas.

Com esta decisão Rui Teixeira considera que não está a virar as costas a Pinhel nem aos utentes, está apenas a olhar pelo seu bem-estar.

Rui Teixeira admite que estava a contar com o apoio dos utentes não apenas pelo voto mas, pela confiança e por conhecerem as suas capacidades.

O médico diz-se por isso desiludido com a política e que por isso não vai ocupar o cargo de Vereador do PS no Executivo Municipal de Pinhel.

A Elmo falou com alguns utentes que apesar de lhe reconhecerem muitas qualidades lamentam que Rui Teixeira tenha pedido a transferência para o Centro de Saúde de Trancoso.


Alexandre Raposo substitui Rui Teixeira na direcção do Centro de Saúde de Pinhel, e os pacientes vão ser distribuídos pelos restantes médicos, disse à Elmo Fernando Girão, presidente do Conselho de Administração da Unidade Local de Saúde da Guarda.

O interior do País debate-se com a falta de médicos de familia, e a transferência de Rui Teixeira vem agudizar a questão, deixando ainda mais sobrecarregados os cinco médicos do Centro de Saúde. Fernando Girão reconhece que é de facto um problema, mas sublinha que ainda assim não há no Distrito doentes sem Médico de família, uma situação que o presidente da ULS espera que também não se verifique em Pinhel.

Fonte. http://www.radioelmo.com/

publicado por damasceno às 12:11